Torta doce sem farinha, lactose e açúcar
← voltar

Blog Confeitaria Helena

Ofertas!

Brigadeiro de Nutella
R$ 0,85
a unidade
Califórnia
R$ 37,00
ao kg
Gula de Chocolate
R$ 37,00
ao kg
Marta Rocha
R$ 37,00
ao kg
Morango Branca
R$ 35,00
ao kg
19
MAI
2020
Tortas Doces

Torta doce sem farinha, lactose e açúcar

Hoje, muitas pessoas desenvolveram intolerância à lactose, glúten e não podem ingerir açúcar, ou apenas deixar de consumir por escolha, mas nem por isso elas devem deixar de experimentar e testar novas receitas. É possível ter um doce, gostoso de verdade, sem glúten, sem lactose e pior, sem açúcar?

Estamos aqui para te garantir que sim! É possível!

O glúten

Mocinho ou vilão, fato é que muitas pessoas decidiram tirar o glúten de sua alimentação. Só para esclarecer, o glúten é uma proteína presente naturalmente em muitos cereais, como o trigo, o centeio e a cevada. É ele que confere elasticidade na receita de diversos alimentos, caso típico do pão: ao sovar a massa, o padeiro cria as redes de glúten, estruturas capazes de aprisionar o gás carbônico expelido pelas leveduras do fermento. Assim, o pãozinho cresce e fica macio.

Mas se o glúten está super presente na farinha de trigo, como fazer pães e bolos?

Uma única farinha não é capaz de fazer o papel do trigo, por isso, é importante saber que tipo de receita você vai fazer e então decidir qual farinha usar.

Farinha de base/estrutura – São as farinhas que vão ajudar a manter o bolo fofinho, sem embatumar. Geralmente são farinhas ricas em amido, mas que não tem muita liga. Por exemplo: farinha de Arroz, amaranto, quinoa, farinha de aveia ou grão de bico.

Farinhas úmidas – São farinhas geralmente ricas em gordura, ou que tem a capacidade de manter umidade na massa. Por exemplo: farinha de linhaça, chia ou castanhas.

Farinhas de liga – Como o glúten serve como uma “cola” para a farinha, quando trabalhamos sem ele, precisamos de uma farinha para fazer esse papel, essas são as farinhas de liga. Que evitam que a receita fique esfarelando. Por exemplo: Farinha de aveia, linhaça, polvilho e farinha de mandioca.

Farinhas protéicas, low carb e ricas em nutrientes – São farinhas usadas com a intenção de enriquecer o preparo, trazer sabor, nutrientes e propriedades nutricionais desejadas. Por exemplo: Farinha de linhaça, de castanhas, de aveia e de grão de bico.

A lactose

Agora que aprendemos a substituir o glúten, vamos à lactose. Seja estilo de vida, como em dietas, ou fatores patológicos que levam às alergias e intolerâncias ao leite e seus derivados, a procura por uma alimentação livre dessa substância tem aumentado consideravelmente.

Em linhas gerais, a lactose é o açúcar natural encontrado no leite de vaca. Ele é digerido pela lactase, uma espécie de enzima essencial para essa absorção do leite em nosso organismo. Quando uma pessoa é intolerante ou alérgica à lactose, ela perde justamente a capacidade de produzir essas enzimas, causando uma “aversão” do corpo à substância.

Há ainda quem não consome produtos de origem animal, os veganos, então tudo o que é derivado do leite está proibido. Mas e as receitas? Como ficam?

Confira algumas substituições:

Leite de coco: fica ótimo em receitas doces, e em algumas salgadas também, como por exemplo molhos ou estrogonofe.

Leite de amêndoas, castanhas e arroz: alguns são um pouco adocicados, então prove antes de colocar na sua receita.

Água: sim, a água pode ser um ótimo substituto para o leite, algumas receitas ficam até mais gostosas e leves.

Leite de soja: tem opções neutras, específicas para receitas e muitas variações com sabores, que podem substituir iogurtes e até vitaminas.

Leite de vaca sem lactose: hoje em dia temos no mercado o leite de vaca Zero Lactose para usarmos na culinária e no dia a dia.

Suco de frutas: em bolos ou tortas doces você pode usar suco de laranja, limão ou maçã.

Manteiga

Ainda um pouco polêmica, a manteiga acaba sendo evitada. Uns dizem que ela não contém lactose e outros dizem que sim. Na dúvida, para substituí-la, considere a manteiga Ghee ou manteiga clarificada. Já ouviram falar sobre ela? É a manteiga normal, mas sem sua parte aquosa, ou seja, ela é 100% gordura. Outra ótima ideia é utilizar ameixa preta seca. Vale apenas para receitas doces e, por conta da sua coloração, é legal apostar em massas escuras, como bolo de chocolate, por exemplo.

Açúcar

Agora a coisa ficou séria. Vocês devem estar se perguntando: Como faz doce sem açúcar?

E apesar de ser uma delícia, é importante ficarmos alertas. O consumo excessivo desse ingrediente tem sido apontado como uma das principais causas de muitas doenças crônicas, como a obesidade e o diabetes. No Brasil, o número de pacientes com diabetes cresceu 61,8% em 10 anos, o que totaliza mais de 13 milhões de pessoas segundo dados do Ministério da Saúde.

Confira alguns substitutos do açúcar, para adotarmos nas receitas e no dia-a-dia:

Mel – tem com propriedades antibacterianas, anti-inflamatórias e antioxidantes, sendo capaz de adoçar leites, cafés, tortas, bolos, entre outros pratos. Porém, o mel é um tipo de frutose, e apesar de menos agressivo que o açúcar, também faz a glicose do sangue subir.

Stevia – Trata-se de um adoçante de origem natural, com sabor um pouco amargo, mas com poder adoçante até 300 vezes maior que o açúcar. Uma ótima alternativa.

Xilitol – Com uma doçura similar ao açúcar, é uma espécie de álcool que pode ser extraído das paredes de vegetais como cana, sorgo, trigo, aveia, arroz, milho, eucalipto e pinus, e usado no preparo de bolos, tortas e assados.

Eritritol – É um adoçante naturalmente abundante, amplamente utilizado em doces ou produtos de panificação. Ele é rapidamente absorvido, pouco metabolizado e facilmente eliminado na urina, o que pode fazer dele um bom ingrediente para substituir o açúcar.

Açúcar de coco – Extraído da seiva do coqueiro, seu uso é igual ao do açúcar convencional, podendo ser incluído em bolos, bebidas e sobremesas. Porém, tem índice glicêmico menor e mais vitaminas e minerais do que o açúcar refinado.

Dito tudo isso, que tal experimentar uma receita sem açúcar, lactose ou glúten? Temos certeza que você vai se surpreender com o sabor.

No recheio nossa dica foi usar as frutas liberadas: amora, blueberry (mirtilo) e morango. E também, as especiarias como canela, gengibre e cardamomo (auxilia na digestão, é expectorante e anti-séptico) e o uso da stevia.

Você, aí na sua casa, pode fazer recheios diversos! Usar frutas amarelas como manga, ou quem sabe uma torta de banana, maçã, pêssego, ameixa, abacaxi.. enfim, deixamos contigo!

Se você estiver podendo comer açúcar, aproveita e come ela quente com uma bola desse sorvete!

Ingredientes:
Rendimento 1 torta de 15 cm

Massa

1 xícara de batata doce cozida e amassada
1/2 xícara de farinha de amêndoas
2 colheres de sopa de farinha de linhaça
3 colheres de sopa de óleo de coco

Recheio

1 e 1/2 xícara de frutas vermelhas – nesta receita foi usado blueberry, amora e morango
Suco de 1/2 limão
1/2 xícara de água
Stevia para adoçar a gosto – cuidado para não colocar muito!
2 colheres de chá de canela
1 semente de cardamomo ou 1 colher de chá de cardamomo em pó

Modo de fazer

Massa:

Misture a batata doce cozida e amassada, a farinha de amêndoas e a de linhaça até que fiquem bem incorporadas – pode ser na mão ou na batedeira, como preferir.

Adicione o óleo de coco e misture bem para que fique uma massa lisa e homogênea.

Enrole com um papel filme e leve a geladeira enquanto prepara o recheio!

Recheio:

Leve as frutas vermelhas, a água, o suco de limão, especiarias e a stevia ( stevia líquida, algumas gotinhas) ao fogo até levantar fervura.

Mexa bem, abaixe o fogo e deixe cozinhando até dar uma engrossadinha – ela não pode ficar muito líquida. Vai uns 15-20 minutos em média.

Quando acabar, retire da panela e deixe esfriar na geladeira enquanto você monta sua base.

Montagem:

Pré-aqueça o forno à 200 graus.

Em uma forma de torta de fundo removível vá posicionando sua massa no fundo e dos ladinhos. Você pode fazer essa parte com a mão. Como você tem que esperar seu recheio esfriar, faça as trancinhas da torta.

Abra a massa com um rolo de macarrão, nem muito fina, nem muito grossa.

Corte tirinhas e reserve.

Agora seu recheio já deve estar frio. Despeje sobre a base da torta e termine com as tirinhas de massa.

Leve ao forno por uns 20-30 minutos, ou até dourar levemente.

Gostou da nossa dica? Nos acompanhe que sempre temos novidades por aqui!
Compartilhe:
Atendimento
contato@confeitariahelena.com.br
(54) 3212-2124
(54) 9 9696-2465 WhatsApp
Horários
Segunda à Sexta:
7:30 às 12:00
13:30 às 19:00

Sábado:
7:30 às 17:30
© Copyright 2013 » 2018 Confeitaria Helena | Todos os direitos reservados | Website desenvolvido por Gabriel Isoton